Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

16 de Abril de 2018

Consumo de etanol bate recorde e registra marca de 2,09 bilhões de litros em fevereiro

Por GranBio

Aumento foi causado principalmente por veículos de passeio

Segundo ANP, crescimento foi puxado pela frota de veículos de passeio e de carga leve

 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) anunciou que o Brasil bateu novo recorde ao registrar em fevereiro deste ano o consumo de 2,09 bilhões de litros de etanol no País, crescimento de 43,2% na comparação com o mesmo período de 2017, puxado pela frota de veículos de passeio e carga leve. Esse é o maior volume já registrado na série histórica para o mês. Do total consumido, 1,24 bilhão de litros foram de etanol hidratado e 845,73 milhões de litros foram de etanol anidro, o aditivo misturado à gasolina.

Os dados foram compilados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), que informou que a participação do etanol hidratado e do etanol anidro na matriz de combustíveis permaneceu em 42,9%, mesmo no período de entressafra.

Segundo o Levantamento de Preços ao Consumidor e de Margens de Comercialização de Combustíveis realizado pela ANP, cerca de 40% dos municípios que participaram da pesquisa já apresentam paridade de preços entre os combustíveis de até 73%, o que faz com que seja viável economicamente que o consumidor opte pelos renováveis. A previsão é de que o biocombustível ganhe mais competitividade frente ao fóssil em abril, quando se dá o início da safra de canavieira na região Centro-Sul.

Em fevereiro, a venda de gasolina C registrou uma queda brusca de 11,7% em relação ao mesmo mês de 2017, atingindo a marca de 3,13 bilhões de litros. Já o consumo de combustíveis leves foi de 4 bilhões de litros de gasolina equivalente, que é a soma de etanol hidratado e gasolina C, levando em consideração o diferencial de rendimento do biocombustível, baixa de 3,7% na comparação com fevereiro do ano anterior.

O Brasil é um dos maiores produtores de combustível renovável do mundo. O investimento e a tecnologia direcionados à produção de etanol no Brasil tendem a criar um cenário ainda melhor, já que o governo sancionou a lei para criação do RenovaBio, um marco regulatório para biocombustíveis e que tem como objetivo auxiliar no cumprimento das metas determinadas pelo Acordo de Paris, o que ajuda a minimizar os impactos da indústria no meio ambiente.

Para que os benefícios dos biocombustíveis cheguem ao bolso do consumidor, governo, indústria e universidades direcionam a atenção para estudos e desenvolvimento de veículos de passeio flex e elétricos. Montadoras já estão testando carros com tecnologia híbrida e o governo avalia projeto que reduz o IPI desses veículos para 7%.

Fonte: Canal Rural

 

 

→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.