Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

23 de Março de 2018

Empresa Lego anuncia uso de bioplástico em suas peças

Por GranBio

Empresa Lego utiliza peças de bioplástico proveniente da cana-de-açúcar

Gigante divulga que primeiras peças de seus brinquedos serão produzidas com bioplástico proveniente da cana-de-açúcar.

 

Cada vez mais as empresas começam a se movimentar no sentido da consciência ambiental. Você já ouviu falar sobre bioplástico, por exemplo? Pois é! Agora foi a vez da gigante empresa Lego mostrar que está focada na redução do consumo de combustíveis fósseis apostando na troca de brinquedos de plástico por peças de bioplástico em seu portfólio. Isso mesmo: a marca anunciou o lançamento de suas primeiras peças feitas de bioplástico.

O bioplástico é um tipo de plástico que tem as mesmas propriedades da matéria-prima comum, mas se difere por usar em sua produção fontes renováveis, como resíduos de soja, amido de arroz, milho e de cana-de-açúcar.

Nesse caso, as primeiras peças dos brinquedos Lego serão produzidas a partir da cana-de-açúcar e devem aparecer nos kits comercializados ainda em 2018 com o objetivo de ampliar os horizontes de materiais sustentáveis existentes no planeta.

Em um primeiro momento, as peças de bioplástico serão limitadas a elementos botânicos (árvores, arbustos e folhas), que, no total dos itens fabricados, representa entre 1 e 2%. No entanto, a ideia é que a iniciativa seja ampliada e que o bioplástico passe a ser matéria-prima de todas as peças até 2030.

Esse projeto em prol do meio ambiente tem como objetivo continuar produzindo brinquedos de plástico duráveis, mas com uma pegada ecológica menor, que seja menos agressivo ao planeta. Atualmente, a empresa necessita utilizar mais de 6 mil toneladas de plástico em sua fábrica de peças para atender a demanda de produção.

Já imaginou o quanto essa quantidade de matéria-prima não sustentável causa impactos no planeta? É por isso que iniciativas como essa são cada vez mais importantes na busca por um meio ambiente mais protegido e que sofra menos impacto das mudanças climáticas, principalmente quando empresas gigantes como essa se mostram como exemplo para outros projetos nesse sentido.

Fonte: Exame

 

Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.