Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

11 de Maio de 2018

Energia renovável e desenvolvimento no Paquistão

Por GranBio

País quer acelerar seu desenvolvimento através de fontes de energia limpa

O país investiu em um estudo da IRENA, que por sua vez mostrou diversas potencialidades paquistanesas em relação à energia limpa

 

Desenvolvimento econômico e social por meio de energia renovável - e ao mesmo tempo com aumento na segurança energética e o acesso a ela: o Paquistão está disposto a conseguir isso. Um novo relatório preparado pela Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), feito em parceria com o governo do Paquistão, aponta uma análise compreensiva do setor de energia do país e identifica ações importantes para acelerar o desenvolvimento de fontes de energia limpa.

A energia obtida por meio de hidreletricidade e usinas hidrelétricas é a mais comum na matriz energética do Paquistão, assim como no Brasil, e o estudo da IRENA mostra que ainda existe espaço para crescimento. Atualmente o país tem um terço de sua energia obtida dessa maneira. Além disso, o report mostra que existe também espaço para o desenvolvimento de energia eólica e biomassa por meio de seus recursos naturais e fontes de energia.

"O Paquistão está atravessando um rápido desenvolvimento econômico, social e industrial, o que por sua vez aumenta fortemente a demanda de energia em todo o país.", diz Adnan Z. Amin, diretor geral da IRENA. Para suprir esta demanda de eletricidade, o Paquistão tem uma oportunidade imensa e econômica de usar seu potencial de energia solar, eólica e hídrica. Fazer isto seria benéfico para a prosperidade da nação e para a criação de empregos, ao mesmo tempo em que aumenta a segurança de suprimentos, facilita o acesso à energia e move o Paquistão rumo a uma maior independência energética.

"O Paquistão é rico em potencial de energia renovável, e com este estudo pode desenvolver políticas, oportunidades de investimento e ações para cultivar o desenvolvimento de energia", diz Abid Sher Ali, Ministro da Energia do Paquistão. "A valiosa política e aconselhamento da IRENA, junto com a assistência técnica para determinar nossas melhores opções de energia, foram essenciais para este estudo", completa ele.

O estudo mostra também que a diminuição de custos da tecnologia solar fotovoltaica ajudou a criar mais de quinze mil empregos no país entre 2015 e 2016.

 

Fonte: Irena

 

→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.