Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

16 de Maio de 2018

Energia solar cresceu o dobro da energia de combustíveis fósseis em 2017, aponta relatório

Por GranBio

Energia solar cresce mais que energia de combustíveis fósseis

Estudo apoiado pela ONU mostrou que investimentos na China representaram mais da metade do aumento da geração de energia solar no mundo

 

Um relatório apoiado pela Organização das Nações Unidas e lançado no último dia 5 apontou que a capacidade de geração de energia renovável global, como a energia eólica, energia solar e hidrelétrica, teve um crescimento duas vezes mais expressivo do que dos combustíveis fósseis no último ano. Uma grande parte disso se deve aos projetos de expansão da energia solar na China, no lugar de investimentos nos tradicionais combustíveis fósseis,  responsáveis pela poluição do ar que causa mudanças climáticas.

No âmbito global, os investimentos em energias renováveis cresceram em 2% com relação ao ano anterior, atingindo um total de US$ 279,8 bilhões em 2017. Segundo o levantamento realizado pela Frankfurt School-UNEP Collaborating Centre em parceria com a Bloomberg New Energy Finance, a expansão da energia renovável, o que inclui as usinas eólicas, movidas a biocombustíveis e geração de energia geotérmica, ultrapassou os 70 gigawatts em capacidade líquida adicionada em novos empreendimentos com combustíveis fósseis em 2017.

A capacidade total de energia renovável global foi de 157 gigawatts em 2017, 98 tendo sido apenas de energia solar. Mais da metade desse volume, 53 gigawatts vieram apenas da China.

Os projetos de energia solar chineses foram os responsáveis por essa predominância da expansão global da capacidade de geração de energia renovável. O investimento feito pelo país nesta forma de energia foi recorde: 126,6 bilhões de dólares, o que corresponde a 45% do total global.

Na opinião de Angus McCrone, editor chefe da Bloomberg New Energy Finance e autor do relatório, além da redução dos impactos ambientais, o principal fator de investimento em usina de energia solar ao redor do mundo é a redução do custo de geração. De acordo com o estudo, em grandes usinas de fotovoltaicas, a queda do custo por megawatt-hora chegou a 15% no ano passado.

A China tem também se beneficiado de políticas que apoiam uma energia mais limpa: ainda existe muito apoio à indústria, mas também muitos investimentos na redução da poluição do ar e na desaceleração da mudança climática no mundo.

 

Fonte: UOL Economia

 

→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.