Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

6 de Abril de 2018

Energia solar promove o empoderamento feminino na Nigéria

Por GranBio

Energia solar promove o empoderamento feminino na Nigéria

O empreendedorismo e empoderamento feminino ajudam famílias de baixa renda por meio de fontes de energia renovável no país africano

Os movimentos de empoderamento feminino e feminismo em todo o mundo na última década são sentidos em todas as esferas -- e justamente no setor energético isso não é diferente. Mulheres encaram algumas das consequências mais extremas da falta de acesso à energia, como longas caminhadas para coletar madeira para fazer carvão, ou dias inteiros passados absorvendo a poluição do ar ao cozinhar usando madeira e querosene.

Métodos para uma energia limpa e acessível são, portanto, fatores importantes no empoderamento feminino para que mulheres alcancem vidas mais saudáveis, práticas e autônomas. E na Nigéria, o empoderamento feminino ajudou a escrever mais uma história: a de Habiba Ali, uma mulher que por meio do empreendedorismo e da energia renovável conseguiu levar oportunidades para outras mulheres, empoderando-as com acesso a atividades de geração de renda.

Habiba Ali é uma mulher nigeriana que vive no norte do país, uma zona rural, e assim como muitas de suas pares que fazem parte de famílias de baixa renda, trabalhava junto com sua mãe em um pequeno empreendimento: uma barraquinha de beira de estrada. Usando uma lâmpada a querosene - que de acordo com o Banco Mundial, oferece o mesmo risco à saúde que fumar dois maços de cigarro por dia -, Habiba trabalhava durante toda a madrugada vendendo comida aos transeuntes.

Por meio de uma iniciativa da IRENA (Internacional Renewable Energy Agency) e do ECREEE (ECOWAS Centre for Renewable Energy and Energy Efficency), Habiba teve a oportunidade de ir a workshops e treinamentos técnicos que ajudam empreendedores da energia renovável a transformarem suas ideias em realidade.

E a chance não foi desperdiçada: a partir daí, Habiba assumiu um papel decisivo em projetos que ajudariam mais de 800 pessoas a terem fontes de energia renováveis e acessíveis. "Existe uma necessidade de trazer inovação em energia renovável e sustentabilidade para fechar o ciclo da pobreza. Eu acredito que a inovação só é tão boa quanto o impacto causado por ela", diz Habiba.

A iniciativa capitaneada por ela, a Sosai Renewable Energies, leva energia sustentável a famílias de baixa renda e abriu portas para que outras mulheres empreendedoras pudessem ter oportunidades também.

“O empoderamento de consumidores de energia é um dos princípios fundamentais da transformação da energia renovável. A tecnologia descentralizada agora está provendo oportunidades econômicas e benefícios sociais”, diz Gurbuz Gonul, Senior Programme Officer na IRENA.

E um dos projetos que foram tirados do papel foi o aluguel de secadores solares para a secagem de pimentas e outras colheitas - o que ajuda a aumentar a vida útil destes produtos. Este secador solar traz oportunidades inclusive de geração de renda para estas mulheres empreendedoras, que conseguem obter lucros secando as colheitas de outros agricultores.

Estes pequenos empreendimentos femininos, vindos da necessidade por mais fontes de energia sustentável, só ajudam a reiterar a importância socioeconômica de alternativas energéticas.

 

Fonte: Irena

 

 

→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.