Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

2 de Maio de 2018

Inovação tecnológica é a grande aposta para a geração e melhoria de fontes de energia renováveis

Por GranBio

Empresas apostam em soluções ambientais que focam na eficiência energética

Empresas apostam cada vez mais em soluções ambientais que focam na eficiência energética.

 

Ao passo em que o consumo de energia cresce a cada ano, países do mundo desenvolvido direcionam suas forças para a resolução de problemas que o aumento dessa demanda traz. A inovação tecnológica é a grande aposta da geração e melhor aproveitamento das fontes de energia renováveis.

Apagões frequentes ou a geração insuficiente de energia para atender à demanda são cada vez mais comuns, e por isso especialistas analisam e desenvolvem maneiras de aprimorar o armazenamento de energia, para que o excedente seja utilizado posteriormente em casos de desequilíbrios entre a oferta e a demanda de eletricidade, por exemplo.

Para o criador de baterias de íons-lítio, o cientista pioneiro e professor universitário John Goodenough, a humanidade deve repensar a maneira como produz e armazena energia. O cientista acredita que a dependência de combustíveis fósseis não é sustentável, e que por isso é preciso encontrar, em curto prazo, uma forma de produzir energia e, em seguida, armazená-la em uma bateria [em larga escala].

Mas ele também adverte sobre as desvantagens da bateria de íon-lítio: uma bateria em grande escala requer o monitoramento de muitas células. O carro elétrico Tesla, por exemplo, tem 7 mil células, e investe no armazenamento em grande escala para fornecer energia em locais que sofreram blecaute e apagão.

Grandes montadoras já estão analisando a possibilidade de produzir veículos em colaboração com empresas de energia e software. Os "veículos conectados à rede" têm como objetivo captar energia da rede elétrica e devolver o que não gastam, funcionando como centro de troca e armazenamento de energia. Um ponto importante que deve ser considerado em relação aos carros elétricos é que os proprietários tenham certeza de que as baterias dos veículos não serão danificadas. Carregar e descarregar a bateria constantemente pode causar danos. Uma solução seria um carregamento inteligente, em que a deterioração seja mínima, com uma extensão da vida útil de sua bateria.

A venda de painéis solares para o armazenamento de energia registrou crescimento de 60% desde 2010, e as empresas líderes desse mercado estão aproveitando a procura para vender lâmpadas e baterias para domicílios na África Central, Oriental e Ocidental e partes da Ásia. O painel solar instalado nas residências é carregado durante o dia, permitindo que os clientes usem essa energia armazenada para iluminar a casa à noite e carregar o celular.

Por outro lado, as soluções acima ainda são um tanto quanto escassas e caras. O investimento é caro e acaba impactando no preço final para o consumidor. O grande desafio das empresas é ampliar a capacidade das energias limpas para atender a essa demanda, especialmente em áreas urbanas. Outro ponto em debate é em relação aos combustíveis fósseis: nos últimos 20 anos, as regulações decorrentes das mudanças climáticas se multiplicaram, impulsionando o uso de energias renováveis, conforme estabelecido no acordo de Paris de 2015.

Especialistas acreditam na inovação direcionada a projetos de sustentabilidade para combinar o armazenamento de energia com uma maior produção de energia renovável e fazer tudo isso de forma eficiente, sem gerar ainda mais poluição ambiental e suas consequências. Tecnologias que envolvem o armazenamento de ar frio, por exemplo, já estão sendo desenvolvidas.

Independente da tecnologia empregada em recursos energéticos renováveis no futuro, indivíduos, empresas, cidades e comunidades deverão combinar forças para que o cenário energético seja transformado e a matriz energética torne-se mais eficaz.

 

Fonte: BBC

 

→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.