Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
255 Lenox Rd, NE#750,
Atlanta, GA 30326, USA

 

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
412 Ford Avenue
Alpena, MI 19707, USA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano,
São Paulo, SP, CEP 01452-000, São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Faz. São João, s/n – Zona Rural
57.249-899 – São Miguel dos Campos – AL – Caixa postal 14

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5,
São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

15 de outubro de 2018

Israel e Nova Zelândia querem ser parceiros do Brasil em inovação na agricultura

Por GranBio

Inovação Satélite Agricultura

Quando se é pequeno, a inovação torna-se essencial na geração de novas oportunidades de produtos e serviços tecnológicos para benefício de setores essenciais. No caso de países como Israel e Nova Zelândia, a disponibilidade de dispositivos que facilitam, reduzem custo e resolvem problemas cotidianos com eficiência pode trazer uma grande oportunidade de trabalhar em benefício do setor agrícola brasileiro.

Inovação contra a adversidade

Na Nova Zelândia, isolamento e custo da mão-de-obra foram os principais motivos para o desenvolvimento tecnológico. Já Israel são as condições geográficas e o clima adverso que fizeram com que, em apenas 15 anos o problema crônico de escassez de água fosse resolvido. Atualmente, 70% do consumo é realizado graças as grande usinas de dessalinização da água do mar. “Em nossa história, a maior parte dos conflitos sempre foi por causa da água. Temos que ser muito criativos para utilizar o pouco que temos e ainda criar uma economia ativa”, diz o cônsul para assuntos econômicos de Israel no Brasil, Itzhak Reich."

Na agricultura, as startups judaicas são líderes em inovações de monitoramento via satélite, onde é possível verificar a condição das lavouras e detectar excesso ou falta de água, doenças e até deficiências nutricionais das plantações.

Um novo mercado Israel-Brasil

Contudo, Israel não é autossuficiente na produção de alimentos e quase toda a carne consumida no país precisa ser importada. A possibilidade de ampliar o mercado de carne resfriada é um passo importante para os países. Atualmente o limite de transporte para Israel é de 45 dias, inviabilizando exportações de carne não congelada, mas o novo prazo proposto, de 90 dias, abre um novo mercado para o Brasil.

A aceitação dos brasileiros pela inovação e conhecimento coopera com parcerias de alta escala, já que Israel possui soluções e o mercado brasileiro é capaz de produzir muito mais do que imagina.

Fonte: Gazeta do Povo
→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.