Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
Alpena, MI

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
Atlanta, GA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277
Conjunto 1503, 15º andar.
Jd. Paulistano. CEP 01452-000
São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Fazenda São João, Zona Rural
São Miguel dos Campos, AL

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Zona Rural
São Miguel dos Campos, AL

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

BioEnergia

Bioenergia é energia elétrica gerada a partir de fontes renováveis.

Na produção de etanol de segunda geração tudo é reaproveitado, do começo ao fim do processo de produção. Na BioFlex® 1, a lignina - um dos subprodutos da produção do etanol de segunda geração - é queimada junto com o bagaço da cana-de-açúcar para gerar energia elétrica. Uma solução inédita para a bioenergia do Brasil, uma vez que é a primeira vez que esse resíduo é usado para esse fim na indústria sucroalcooleira. Trata-se de um processo ainda mais sustentável que o do etanol de primeira geração, tanto pela baixíssima quantidade de CO2 lançada na atmosfera, quanto pela quantidade gerada de resíduos. Uma verdadeira inovação em relação ao setor de energia do Brasil.

O sistema de cogeração, uma parceria entre a GranBio e a Usina Caeté - usina de etanol de primeira geração do grupo Carlos Lyra - tem uma capacidade de geração de vapor de 200 toneladas por hora. Ele abastece as duas unidades industriais e ainda exporta um excedente para a rede de 135 mil MWh/ano, o suficiente para abastecer uma cidade de 300 mil habitantes.

O sistema pode ser operado durante onze meses no ano, o equivalente a oito mil horas, no período de safra e entressafra da usina Caeté. O projeto reforça uma tendência irreversível no mercado de energia do Brasil.

Bioenergia: Energia do bagaço de cana

Há uma quantidade enorme de palha de cana deixada nos campos após a colheita e de bagaço após a moagem que podem ser utilizados para gerar energia. A expansão da área plantada de cana de energia pode aumentar significativamente o potencial de geração de energia, bem como a colheita de palha de cana existentes nos campos.

UTE BioFlex

A tecnologia da GranBio permite o uso de biomassa menos processada (ou seja, usar cana diretamente, em vez de transformá-la em lignina, etc.) para produzir energia, uma vantagem competitiva em relação a outras tecnologias.

As tecnologias da GranBio para aumentar a disponibilidade de biomassa, permitem maior geração de energia. A empresa se concentra em aumentar a produção de biomassa, através da BioVertis®, para clientes em potencial, em vez de construir suas próprias plantas de geração.