Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
Alpena, MI

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
Atlanta, GA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277
Conjunto 1503, 15º andar.
Jd. Paulistano. CEP 01452-000
São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Fazenda São João, Zona Rural
São Miguel dos Campos, AL

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Zona Rural
São Miguel dos Campos, AL

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

O que é Cana-Energia?

A cana-energia é uma cana-de-açúcar geneticamente modificada para se tornar mais produtiva na fabricação de biocombustível, bioquímicos e geração de energia renovável.

Para desenvolver a Cana-Vertix®, a cana-energia da GranBio, nossos especialistas focaram em entender, de forma aprofundada, o que é cana, sua relação com a bioenergia e, principalmente, como ela deve ser utilizada na produção do etanol de segunda geração. Após essa etapa, buscamos sementes em bancos de germoplasmas do Brasil e do mundo para desenvolver a partir das mudas ancestrais de espécies de cana, a Cana-Energia da GranBio. O primeiro plantio comercial da nova variedade aconteceu em 2015.

A cana-energia é uma variedade desenvolvida a partir do cruzamento de espécies ancestrais e híbridos comerciais de cana-de-açúcar. O resultado é uma cana mais robusta, com maior teor de fibra e potencial produtivo, além de maior vida útil no corte dos cultivares, ideal para fabricação de biocombustíveis e bioquímicos de segunda geração e para geração e/ou cogeração de energia elétrica.

Uma de suas maiores vantagens é poder ser plantada em áreas com baixa aptidão agrícola, o que permite a exploração de regiões desfavorecidas e o aumento da produtividade por hectare, além de não competir com a produção de alimentos. A cana energia tem um sistema radicular mais profundo para alimentação de água e nutrientes. O potencial é enorme: o Brasil tem 32 milhões de hectares de pastagens degradadas que podem ser ocupadas com cana-energia, mais do que toda a área agricultável da Europa.

Cana-de-açúcar na produção de biocombustível

Sua rusticidade permite ainda outros ganhos: a planta exige menos água e menos insumos para crescer. Tudo isso, aliado a uma alta produtividade, faz da cana-energia uma das matérias-primas mais competitivas atualmente.

A GranBio escolheu Alagoas para desenvolver a Cana-Vertix® porque a região tem um microclima ideal para hibridização e seleção da variedade. Por isso, desde maio de 2013, mantém, no município de Barra de São Miguel, uma Estação Experimental, a BioVertis®. Com 60 hectares de área, tem foco no desenvolvimento de cana-energia e de outras fontes de biomassa para futuras unidades industriais.

O projeto tem como parceiros o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e a Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético (Ridesa).

A GranBio tem hoje 9 variedades de cana-energia registradas no Serviço Nacional de Proteção de Cultivares (SNPC) e 8 contratos de licenciamento de Cana-Vertix® de longo prazo com relevantes personagens da indústria sucroalcooleira brasileira.