Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Pesquise
1
29.25
8
Califórnia, EUA

Escritório EUA

303 Twin Dolphin Drive, 6th floor, Redwood City, California. 94065.

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Centro de Pesquisas

Av. Pierre Simon de Laplace, 965, Techno Park, Campinas, SP, CEP 13069-320

Sede

Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano, São Paulo, SP, CEP 01452-000

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Bioflex 1

Rua São Sebastião, 08, Bairro de Fátima, São Miguel dos Campos, AL, CEP 57240-000

Estação Experimental

Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5, São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Prédio Agrícola

Av. João Floriano Bonfim, 300, Loteamento Rui Palmeira, São Miguel dos Campos, AL, CEP 57240-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

Estação Experimental

+55 82 3211.0152

Prédio Agrícola

+55 82 3211.0130

Centro de Pesquisas

+55 19 3322.8100

Bioflex I

+55 82  3211.0058

Vazio
Cana-Energia

Para desenvolver a Cana-Vertix®, a cana-energia da GranBio, buscamos sementes em bancos de germoplasmas do Brasil e do mundo. O primeiro plantio comercial da nova variedade está previsto para 2015.

A cana-energia é uma variedade desenvolvida a partir do cruzamento de espécies ancestrais e híbridos comerciais de cana-de-açúcar. O resultado é uma cana mais robusta, com maior teor de fibra e potencial produtivo, ideal para fabricação de biocombustíveis e bioquímicos de segunda geração e para geração e/ou cogeração de energia elétrica.

Uma de suas maiores vantagens é poder ser plantada em áreas com baixa aptidão agrícola, o que permite a exploração de regiões desfavorecidas, o aumento da produtividade por hectare, além de não competir com a produção de alimentos. E o potencial é enorme: o Brasil tem 32 milhões de hectares de pastagens degradadas que podem ser ocupadas com cana-energia, mais do que toda a área agricultável da Europa.

CanaDeAcucar

Sua rusticidade permite ainda outros ganhos: a planta exige menos água e menos insumos para crescer. Tudo isso, aliado a uma alta produtividade, faz da cana-energia uma das matérias-primas mais competitivas atualmente.

A GranBio escolheu Alagoas para desenvolver a CanaVertix® porque a região tem um microclima ideal para hibridização e seleção da variedade. Por isso, desde maio de 2013 mantém, no município de Barra de São Miguel, uma Estação Experimental, a BioVertis. Com 60 hectares de área, tem foco no desenvolvimento de cana-energia e de outras fontes de biomassa para futuras unidades industriais.

O projeto tem como parceiros o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e a Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético (Ridesa).