Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Search
1
33.5
18.75
Atlanta, EUA

Biorefinarias:

Unidade Thomaston
300 McIntosh Parkway
Thomaston, GA 30286, USA

Unidade Alpena
Alpena, MI

Sede (Corporativo):

GranAPI LLC
Atlanta, GA

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Sede

GranBio Investimentos S.A.
Av. Brig. Faria Lima, 2277
Conjunto 1503, 15º andar.
Jd. Paulistano. CEP 01452-000
São Paulo, SP
+55 11 2739-0500

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Planta Industrial

BioFlex Agroindustrial.
Fazenda São João, Zona Rural
São Miguel dos Campos, AL

Estação Experimental

Biovertis Produção Agrícola Ltda.
Fazenda Andorinha, Zona Rural
São Miguel dos Campos, AL

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

 

Press Releases

21 de Janeiro de 2013 - PRESS RELEASE

BNDESPAR investe R$ 600 milhões na GraalBio, produtora de etanol 2G

Braço de participações do BNDES será sócio com 15% das ações da GraalBio, empresa pioneira da produção do biocombustível de segunda geração no Hemisfério Sul

São Paulo, 21 de janeiro de 2013 – A BNDESPAR, braço de participações do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), realizará um aporte de R$ 600 milhões na empresa de biotecnologia GraalBio. Os recursos serão usados para o desenvolvimento de tecnologias e projetos para produção de etanol celulósico, o etanol de segunda geração (2G), muito utilizado como biocombustível, e de produção de bioquímicos.

Pelo acordo, a BNDESPAR deverá deter 15% das ações ordinárias da GraalBio, passando a ter um assento no Conselho de Administração e compartilhando decisões estratégicas da empresa. Os aportes serão realizados conforme o cronograma a ser executado no plano de negócios e em conjunto com a família Gradin, que concluirá um aporte inicial de R$ 300 milhões para a primeira fase de implementação do Plano de Investimentos da empresa, que prevê um montante da ordem de R$ 4 bilhões para os próximos 7 anos.

"O aporte dos acionistas viabilizará a aceleração do plano de negócios da GraalBio e seu objetivo de se tornar um dos líderes globais na integração de tecnologias e produção de etanol de segunda geração", afirma o presidente da GraalBio, Bernardo Gradin.

Pioneirismo

A primeira fábrica de produção de etanol 2G do Hemisfério Sul começa a operar no início de 2014. A unidade, que está sendo erguida em São Miguel dos Campos, Alagoas, terá capacidade de produção nominal de 82 milhões de litros por ano. Os investimentos totalizam R$ 350 milhões.

O projeto da GraalBio foi enquadrado no PAISS (Programa de Apoio à Inovação dos Setores Sucroenergético e Sucroquímico) do BNDES. Assim, a empresa deverá receber um financiamento de R$ 280 milhões, que serão aplicados na construção da primeira linha industrial.

Inicialmente, a unidade vai utilizar bagaço e palha de cana como matérias-primas para a fabricação do combustível. Esses materiais oferecem potencial para ampliar a produção nacional do biocombustível em até 45%, sem necessidade de investimentos em novas plantações e sem competição com a produção de alimentos. Além do ganho econômico, o etanol 2G traz também vantagens para o meio ambiente.

Para viabilizar o projeto brasileiro, a GraalBio reuniu empresas detentoras das mais avançadas tecnologias no mundo para produção do etanol 2G. Na construção da primeira unidade de etanol 2G do país, a GraalBio fechou parceria com a BetaRenewables e à Chemtex, afiliadas do grupo italiano Mossi&Ghisolfi, que desenvolveu uma tecnologia de pré-tratamento e conversão de biomassa – batizada como PROESA – capaz de converter vários tipos de matériaprima em biocombustíveis.

Além da Mossi&Ghisolfi, a GraalBio tem também alianças com a dinamarquesa Novozymes, líder mundial do segmento de enzimas, e a holandesa DSM, que será a responsável pelo fornecimento das leveduras geneticamente modificadas que fermentarão o etanol de segunda geração. Com 450 milhões de hectares de terras agricultáveis subutilizadas, quantidade muito superior à de qualquer outro país, o Brasil oferece as melhores condições para desenvolvimento e produção de biomassa, o que pode colocá-lo na posição de protagonista de uma revolução biotecnológica em curso no mundo.

Pesquisa

A inovação não está apenas em juntar esses diferentes fornecedores para construir uma fábrica em escala industrial. A GraalBio inaugura, no Techno Park, em Campinas (SP) seu primeiro laboratório de pesquisas de biologia sintética, para o desenvolvimento de tecnologias de modificação genética das leveduras brasileiras, consideradas as mais robustas e eficientes do mundo. O objetivo é produzir uma linhagem com capacidade de processar a matéria-prima com rapidez e alto rendimento.

Em meados deste ano, a GraalBio prevê entregar uma planta piloto em Campinas com o objetivo de aprimorar a tecnologia de etanol celulósico e desenvolver rotas bioquímicas. A construção da planta piloto dará à GraalBio um ativo papel como codesenvolvedora de tecnologias celulósicas. Mais informações em www.graalbio.com

Sobre a GraalBio

A GraalBio Investimentos é uma empresa 100% brasileira, fundada em junho de 2011, com a visão de se destacar como pioneira industrial em biocombustíveis e bioquímicos. Como empresa de biotecnologia, a GraalBio é focada no desenvolvimento de tecnologias proprietárias e alianças estratégica para serem escaladas industrialmente o Brasil.

A planta de etanol 2G de Alagoas, uma das primeiras a ter a construção anunciada no mundo, deve entrar em operação no início de 2014 com capacidade de produção nominal de 82 milhões de litros por ano. A GraalBio está investindo R$ 350 milhões na construção da unidade.