Fale conosco

Nome *

Telefone

Empresa

E-mail *

Área *

Mensagem *

Repita o código de segurança ao lado *

captcha

Pesquise
1
29.25
8
Califórnia, EUA

Escritório EUA

303 Twin Dolphin Drive, 6th floor, Redwood City, California. 94065.

1
74.75
30.75
São Paulo, Brasil

Centro de Pesquisas

Av. Pierre Simon de Laplace, 965, Techno Park, Campinas, SP, CEP 13069-320

Sede

Av. Brig. Faria Lima, 2277, 15º andar, Conjunto 1503, Jd. Paulistano, São Paulo, SP, CEP 01452-000

1
65.75
32.375
Alagoas, Brasil

Bioflex 1

Rua São Sebastião, 08, Bairro de Fátima, São Miguel dos Campos, AL, CEP 57240-000

Estação Experimental

Fazenda Andorinha, Rod. AL 220 s/n, KM 6,5, São Miguel dos Campos, Zona Rural, AL, CEP 57180-000

Prédio Agrícola

Av. João Floriano Bonfim, 300, Loteamento Rui Palmeira, São Miguel dos Campos, AL, CEP 57240-000

Telefones

Sede

+55 11 2739.0500

Estação Experimental

+55 82 3211.0152

Prédio Agrícola

+55 82 3211.0130

Centro de Pesquisas

+55 19 3322.8100

Bioflex I

+55 82  3211.0058

Quem Somos

A GranBio é uma empresa brasileira de biotecnologia industrial que cria soluções para transformar biomassa em bioenergia, mais precisamente focada em biocombustível e bioquímicos.

Com um modelo inovador de negócios, a companhia busca cada dia mais estar por dentro de tudo sobre cana-de-açúcar e é a única do setor que atua do começo ao fim da cadeia produtiva - da matéria-prima à distribuição do produto final, integrando tecnologias próprias e de parceiros.

Criada em junho de 2011 pelo empresário Bernardo Gradin, a GranBio opera a primeira planta em escala comercial de etanol celulósico, ou de segunda geração (2G), do Hemisfério Sul, um projeto sem precedentes na indústria brasileira. A fábrica - batizada de Bioflex 1 - está em funcionamento desde setembro de 2014, em Alagoas.

A produção do biocombustível feito com a palha da cana-de-açúcar, matéria-prima que até então era descartada ou queimada nos canaviais, coloca a companhia entre as empresas mais sustentáveis do planeta no setor.

GranBio Inovação em Bioenergia

Eleita em 2013 uma das empresas mais inovadoras da América do Sul pela revista americana Fast Company, a GranBio possui um Centro de Pesquisas em Biologia Sintética (BioCelere) e uma Estação Experimental (BioVertis) para desenvolvimento de novas fontes de biomassa. Desde 2013 também tem participação na empresa americana de tecnologias limpas, American Process Inc., API.

Na área de bioquímicos, é parceira da Rhodia - empresa do Grupo Solvay - em um projeto mundialmente pioneiro para produção de bio n-butanol, usado na fabricação de tintas e solventes, que deu origem à SGBio.

A GranBio é controlada pela GranInvestimentos S.A., holding da família Gradin, e tem a BNDESPar, empresa de participações do BNDES, como acionista minoritário, com 15% do capital total.